VERSÃO FINAL  (1).png

Da escrita para artistas na contemporaneidade

Em um contexto contemporâneo, a escrita desenvolvida para as variadas linguagens artísticas precisa possuir caráter de mediação, promovendo conexões entre a obra, o espectador e o artista. 

 

Mais do que simplesmente introduzir o trabalho, essa escrita precisa ser arqueóloga dos intuitos que o originaram e deve posicionar essa criação dentro da trajetória do artista e também em seu contexto mais amplo. 

Seja em exposições, editais, portfólios, no site do próprio artista ou em qualquer espaço em que se faça necessária a introdução do fazer artístico, o olhar externo que guia a construção dessa escrita é valioso e propicia novas reflexões, promovendo a expansão das fronteiras da obra. 

Colagem por Thaylane Cristina

Sobre a autora

A escrita e eu temos muito em comum.

Somos ambas múltiplas, permitimos a livre interpretação e claro, o benefício da dúvida. 

Meu percurso até o encontro com essa linguagem é extenso: caminhei pelos campos da fotografia e da pintura, procurando sempre o que havia de mais impossível dentro dessas duas linguagens. As diversas experimentações realizadas nestes dois meios imagéticos alavancaram muitas concepções que hoje embasam meus processos na escrita.

 

Minha escrita é intima do ensaio, é desejosa de diálogo e de interlocução com os diferentes aspectos de uma criação artística. 
Acredito que esse é o meio para construir novas possibilidades e alcançar novos espaços nas linguagens artísticas, antes inabitáveis. 

diacritico-1.jpg

Ilustração por Iaci Carneiro

Para acessar meu CV, clique aqui